domingo, 18 de outubro de 2009

O mito necessário.


Se o mito não fosse necessário, um povo sofisticado como o grego por exemplo, não perderia seu precioso tempo criando uma verdadeira rede de intrincadas teceduras que compõem a sua mitologia. O mito reflete o homem real nas suas variadas formas e exigências. Estabelece parâmetros e limites que satisfazem à sociedade em suas peculiaridades...Sob o aspecto moral, social e psicologico o mito é um exemplo a ser seguido. Sem ele as próprias leis não teriam tanto efeito sobre o individuo.

E isso acontece até nos dias de hoje. O homem moderno tem a mais complexa gama de leis e códigos de diversos tipos que existiu em toda história... Entretanto, para que toda essa "parafernália" funcione razoavelmente, lançamos mão de crenças em religiões e tabus das mais variadas espécies...A mitologia moderna não tem limites e cresce diariamente...Em cada segundo são acrescentados novos elementos que julgamos ajudar em nossas decisões diárias. Milhões de pessoas nos cinco continentes dividem-se entre as suas crenças e seus deveres cívicos, igualzinho ao que acontecia há alguns milhares de anos. Se acreditar em algo divino e fora de nosso controle não fosse necessário, certamente não gastaríamos tanto tempo e dinheiro nisso.

4 comentários:

Cecília disse...

Oi, Ricardo. Tudo bem?
Meu nome é Cecília, da Edelman, agência de comunicação da Jorge Zahar Editor.
Muito bacana a ideia do seu blog.
Complementando o seu post, é mito é necessário em todas as culturas e ele é passado de geração a geração. A qualidade sagrada do mito é a sua característica mais importante.
Além de ser importante na sociedade, o mito é um elemento essencial nas religiões.
Abraços!

(l' excessive) disse...

Mitos são parte de nossas vidas tal qual nossos sonhos: os sonhados enquanto dormimos e aqueles dos nossos desejos - as nossas esperanças. Como disseste, costume milenar que a humanidade incorporou e que passou a ser uma de nossas características.

Ricardo Kersting disse...

Obrigado pela visita, Cecilia..
Fique à vontade para voltar quando quiseres..
Abraços...

Ricardo Kersting disse...

Oi Liz..

É verdade, nada seríamos sem os mitos e menos ainda sem sonhos...Agora incorporamos mitos virtuais...não sei se isso é bom ou ruim.. De qualquer forma são os sinais dos novos tempos e a nova mitologia...
Abraços..